Lugares, herdadas, hedradas...


Pormenor da Freguesia de São Pedro de Feãs.
(Faça click na imagem para ver maior)


O sistema agrícola e as palavras, a arqueologia da etimologia:

Trato aqui das unidades agrárias básicas, quase auto-suficientes, que desenham ou desenhárom a paisagem galega, os lugares, ou antigamente herdades ou herdadas, eidos...

Lugo semelha pois o primeiro locus, lucus, ou buraco no continuum do bosque.
(Nessa ideia de quando uma cultura está desenvolta em si, e as palavras dão nome ao concreto e particular e mais ao abstrato e geral).
Herdade, ou herdada, tenhem a ver com herança, mas também com o antigo inglês eard, que é o lugar de residência, a pátria, a terra de cultura, o chão, a pátria.
Nas línguas célticas para estas unidades agrárias:
Há no gaélico da Escócia buaile /buələ/, (que faz pensar no topónimo de Bual / Boal) e faz referência às chousas, a curros para guardar o gando, também significa aro ou anel, e dá nome às terras não cultivadas mas sim pastadas, geridas de jeito comunal. Buiale tem por par as crofts (anglização ou par britano?), ou croit, unidades agrárias intensivas de terras de cultura, em gaélico escocês este sistema de terras agrícolas é chamado croitearachd.
Croit significa chepa, outeiro, e dá nome à unidade agrícola arável.
Esta palavra gaélica croit está na fala da ilha de Man, para dar nome ao sistema agrário de terras particulares agrícolas intensivas e de terras comunais de pastos, semelhante ao escocês.
Esta palavra croit considera-se derivada de um suposto proto-céltico *krottos.
Croto no galego é coruto da cabeça, com a variante cruto, mas cruto já tem em si o alargado significado de curuto /coroto /corota /curota...
Normalmente são consideradas raízes as palavras com mais fonemas, as plenas?, ou ao revês?
*korotto ou *krottos qual a originária?
Todas estas palavras fazem referência ao mesmo sistema agrícola de croas, croa que dizem de origem latina corona, mas que também poderia compartir uma origem comum pré-latina nas falas europeias, dando nome ao sistema agrário de croas, lugares, ou herdos e terras de monte pascidas.
Pois este sistema de lugar habitacional em círculo central, croa, e terras de cultura em redor puido ter sido o jeito de cultivo da terra pola Europa adiante durante milênios.
No latim corona nomeia uma reste de flores, uma guirnalda, uma coroa de flores, e uma coroa.
As rodas dos castros, ou mesmo qualquer forma circular de vegetação é dita de croa, que tem toda a evidência de ser derivada do latim corona, com caída do ene intervocálico e síncopa do o: c'ro(n)a.
No gaélico há esta série de palavras:
Cró, chrao, crai, crū, crui, cruu, cruib, crú, craoithe, chraí, craí(the), que dão nome a um fechamento para gado, e entre outras cousas nomeiam também à propriedade hereditária, [herdo, erd inglês], e o casco das bestas.
No inglês também está a palavra crop para a cultura, a terra cultivada, a colheita, que na etimologia é ligado com um proto-germânico, mas seja como for, é do mesmo tronco:
Cortado e colado do wikcionário:

Old English crop, cropp, croppa ‎(the head or top of a plant, a sprout or herb, a bunch or cluster of flowers, an ear of corn, the craw of a bird, a kidney), from Proto-Germanic *kruppaz ‎(body, trunk, crop), from Proto-Indo-European *grewb- ‎(to warp, bend, crawl). Cognate with Dutch krop ‎(crop), Low German Krop ‎(a swelling on the neck, the craw, maw), German Kropf ‎(the craw, ear of grain, head of lettuce or cabbage), Swedish kropp ‎(body, trunk), Icelandic kroppur ‎(a hunch on the body). Related to crap and group .
Estes lugares tem entre outros nomes, o de: eido.

Eido pode ser entendido graças ao galês:
Eiddo, com o significado de hedra (Hedera helix).E com o significado de possessão, propriedades, bens; e de pronome, adjetivo possessivo, partícula de reforço equivalente a sua, seu, ou de seu.
Este eiddo galês tem os cognatos: edenn, eidheann no gaélico, idhio no córnico, ilio no bretão. Com uma hipótese de um proto-céltico *ede-nno.
Ressaltar o éden que dizem hebraico.

Então a hedra e o herdo no galês também estão relacionados?
E ressaltar também que a eido, é-lhe dada uma etimologia latina: aedes ou aditus "entrada".
Eido tem a variante aido, e além do terreno agrário, pode dar nome ao pátio de uma casa.
Aedes latino está na mesma gênese que o resto das palavras clave aqui esmiuçadas, na ideia de que o reparto da terra no neolítico foi semelhante em toda a Europa. Aedes latino para o que se dá uma etimologia protoindo-europeia *h₂eydʰ-.
Na "cousa" que se repete, há quem obriga a ir dar a Roma para chegar a Compostela, mas a Compostela também se chega sem passar por Roma.
?
Isto é: eido é o fóssil vivo do protoindo-europeu *h₂eydʰ- , como lugar hedrado, herdado.

From Middle English herde, heerde, heorde, from Old English hierd, heord ‎(herd, flock; keeping, care, custody), from Proto-Germanic *herdō ‎(herd), from Proto-Indo-European *kerdʰ- ‎(file, row, herd). Cognate with German Herde, Swedish hjord. Non-Germanic cognates include Albanian herdhe ‘nest’.

Que podem transmitir toda esta reste de palavras?
O sistema agrário descrito baseava-se na herança lineal, onde havia uma pessoa da croa, com croa, corono, que herdava o herdo, herdada ou herdade, eido, sendo o mesmo a palavra erd/eard, terra agrária, fazenda autônoma do que a ideia atual de herança.

Ardeleiro é um arcaísmo e significa defensor, tal vez estes titulares das unidades agrárias defendiam ou prestavam serviço de armas a unidades maiores.
Na génese de animal totem e função na pirámide social, estava o corvo e o urso, arto, ou erto, erdo, o corvo era o agrário, e o urso / porco-bravo era o do mato ou gandeiro.
Assim ardelhar é o mesmo que herdar, também dito ardar, considerada está forma errada, mas que etimologicamente une com o inglês antigo eard, também transmitindo a ideia de unidade agrária indivisível que é herdada.
Teriam uma raiz próxima a erd, a eira, a aira, a área. Quer dizer que o heres latino,o herdeiro, teria um parente comum com area.
Aqui também estaria a palavra inglesa herd
Com esta génese etimológica que corto e colo do wikcionário:


Estas palavras estão todas falando de um lugar concreto onde se mora, que é berço ou ninho, que é circular, que tem gando, que tem terra, que é herdado. Da croa ou parte nuclear habitacional da unidade de assentamento agrária, da unidade agrária no seu conjunto.
Haveria que pensar nos topónimos como Eirins, ou mesmo Eire / Eirim.
Adro?



Nenhum comentário:

Postar um comentário